EFEEdimburgo

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas após um trem descarrilar perto da cidade de Stonehaven, no nordeste da Escócia, informou a polícia britânica de transportes nesta quarta-feira.

"Infelizmente, apesar dos melhores esforços dos serviços de emergência, podemos confirmar que três pessoas morreram no local", disse a polícia.

Entre os mortos está o maquinista do trem, que fazia o percurso entre as cidades de Aberdeen e Glasgow. Mais de 30 veículos dos serviços de emergência, incluindo uma ambulância aérea, foram deslocados para o local do incidente, uma área muito arborizada com vegetação espessa.

As imagens divulgadas mostram uma grande coluna de fumaça branca. Segundo a "Sky News", havia 12 pessoas a bordo do trem, seis passageiros e seis trabalhadores da companhia ferroviária.

O baixo número de passageiros se deve ao fato de ter sido declarado um surto de coronavírus na cidade de Aberdeen, o que levou o governo escocês a fechar bares e restaurantes e a introduzir restrições à entrada e saída de residentes.

Embora as causas do acidente ainda não sejam conhecidas, fontes citadas pela imprensa local sugerem que pode ter sido causado por um deslizamento de terra.

Algumas áreas no leste e no centro da Escócia têm sido afetadas por chuvas torrenciais e trovoadas que têm causado inundações nos últimos dias.

O trem acidentado era formado por duas locomotivas, uma traseira e uma dianteira, e quatro vagões. O veículo viajava de Aberdeen para Glasgow, com parada em Stonehaven. Esta cidade, com cerca de 11 mil habitantes, sofreu fortes inundações nas últimas horas que impediram a abertura de escolas nesta quarta-feira.

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, anunciou uma linha direta para cidadãos que buscam parentes ou amigos, e que o serviço nacional de saúde da região criou um centro de atendimento para essas pessoas, já que as visitas aos hospitais não são permitidas devido à Covid-19.

Sturgeon disse que o descarrilamento ocorreu em um local de "muito difícil acesso para os serviços de emergência", fazendo com que o salvamento demore várias horas.