EFEGenebra

A Organização Mundial do Comércio (OMC) divulgou nesta quinta-feira que os últimos números sobre exportação, transporte aéreo de carga e outros indicadores econômicos apontam para uma contração no comércio global no terceiro trimestre de 2019.

As informações constam no Barômetro de Comércio de Mercancias, em meio a uma guerra comercial travada por Estados Unidos e China, agora também levada para o campo financeiro, com conflito de divisas entre os dois países.

O índice, antes chamado de Indicador de Perspectivas do Comércio Mundial, chegou aos 95,7 pontos, a pior marca desde março de 2010.

A expectativa, a partir do registro abaixo dos 100 pontos, é que haja uma retração no comércio global. Quando supera, a previsão é que haja uma expansão, o que não acontece há um ano.

Os seis subindicadores, que juntos foram o cálculo do Barômetro de Comércio de Mercancias, também mostraram queda, esspecialmente, o do tráfego aéreo de mercadorias, que foi a 91,4 pontos, e o da evolução do setor de eletrônica, que chegou a 90,7.

Só as mercadorias marítimas estiveram perto dos 100 pontos no indicador, alcançando os 99, enquanto o índice de pedidos de exportação atingiu 97,5 pontos, o de produção e venda de automóveis chegou a 93,5, e o de matérias-primas e agrícolas a 97,1.

"A leitura do último Barômetro sugere que o comércio de mercadorias se manterá frágil no segundo e no terceiro trimestre", apontou a OMC em comunicado.

Nos últimos números trimestrais completos da organização, referentes aos primeiros três meses do ano, foi registrado aumento de 1,2% no comércio mundial de mercadorias, 2,8 pontos percentuais a menos do que no mesmo período de 2018.