EFETotalán (Espanha)

As equipes de resgate que buscam uma criança de dois anos que caiu em um poço no domingo decidiram suspender a construção do túnel horizontal e seguir trabalhando em outro paralelo na vertical.

A perfuração do túnel horizontal, que aproveitava o desnível do terreno, revelou ser impraticável porque ficou evidenciada a presença de rochas e a instabilidade do terreno, explicaram à Agência Efe fontes do dispositivo.

O objetivo é chegar a cerca de 80 metros de profundidade, onde acredita-se que esteja a criança. Ontem, autoridades encontraram cabelo entre material sólido extraído do poço e realizaram uma análise de DNA, que comprovou ser do menino.

O pequeno Julen Roselló caiu no domingo no poço na pequena população de Totalán (província de Málaga) quando estava com parentes e amigos.

O dispositivo de resgate é integrado por cerca de 100 pessoas com abundante maquinaria pesada e nele colaboram empresas privadas.

O pai de Julen, José Roselló, declarou ontem à imprensa que sua esposa e ele estão "mortos" pela situação, embora mantenham a "esperança" de resgatar o pequeno com vida. O casal sofreu com a morte outro filho pequeno em 2017 por conta de uma doença.