EFEMadri

A Espanha, pelo sexto dia consecutivo, registrou menos de 100 mortes diárias por Covid-19, e nas últimas 24 horas confirmou 56 novas vítimas, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira pelo Ministério da Saúde local.

Como ocorreu ontem, os dados de hoje não incluem informações da região da Catalunha, onde "alguns números estão sendo revistos", disse o epidemiologista Fernando Simón, porta-voz do Ministério da Saúde para a pandemia.

O total de mortes até agora é 28.628, 688 a mais do que ontem. Os 632 óbitos que aparecem após a contabilização das 56 de hoje são aqueles que ocorreram em dias anteriores na região da Catalunha, mas ainda não tinham sido contabilizados, explicou Simón.

De fato, após validar os dados de ontem, a Catalunha registrou um total de 6.656 mortes, 635 a mais do que aquelas que apareceram no balanço de ontem.

Essa região comunicou 150 das 446 novas infecções registradas hoje, enquanto Madri registrou 376 novos casos e 13 mortes.

Simón reconheceu sua preocupação com os dados enviados "ontem e hoje" pela Catalunha, e afirmou que "se esse problema não for resolvido, terá que haver discussões em um nível superior" entre as administrações nacional e regional.

Apesar disso, ele observou que a luta contra a pandemia está progredindo positivamente, já que "estamos avançando" e "não há passos para trás". No entanto, ele insistiu que "temos que ter cuidado para evitar novos surtos".

"Se mantivermos as medidas de precaução e formos cuidadosos ao retornar às atividades, podemos estar muito perto de ter o vírus em níveis praticamente indetectáveis", disse Simon. EFE

ajs-rcf/phg

(foto)(vídeo)