EFEBerlim

O primeiro-ministro do estado da Baviera, na Alemanha, Markus Söder, anunciou nesta terça-feira que todos os moradores locais que não contam com plano de saúde poderão se submeter a testes gratuitos de detecção do novo coronavírus, caso desejem.

A medida será adotada já nesta quarta-feira, inclusive sendo estendida para pessoas que não apresentem qualquer sintoma da Covid-19, nem tenham estado com alguém infectado, segundo explicou o chefe do governo local.

De acordo com Söder, as pessoas que estiverem com sinais da doença provocada pelo novo coronavírus e forem testadas, saberão o resultado em menos de 24 horas. Nos demais casos, a espera deverá ser de, no máximo, uma semana.

A iniciativa do governo da Baviera foi alvo de críticas do ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, que indicou se tratar de uma medida de propaganda, não necessariamente efetiva.

"Fazer muitos testes soa bem, mas cria uma falsa sensação de segurança, aumenta o risco de que se produzam falsos positivos", escreveu ontem o integrante do governo federal no Twitter.

Hoje, Söder respondeu, afirmando acreditar que todos os estados repetirão o que fará a Baviera, assim como aconteceu em outros momentos, como na decisão de fechar as escolas no início da crise provocada pela propagação do novo coronavírus.