EFESan Francisco (EUA.)

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, agradeceu neste sábado, em nome do governo do país, a África do Sul pela transparência na divulgação das informações sobre a variante ômicron do novo coronavírus.

Blinken conversou hoje por telefone com a ministra das Relações Exteriores e Cooperação sul-africana, Naledi Pandor, a quem transmitiu o "apreço" pela colaboração em matéria de saúde pública entre as duas nações, segundo informou o Departamento de Estado Americano, por meio de comunicado.

Blinken fez menção à importância da "rápida identificação" da nova variante por pesquisadores que trabalham na África do Sul.

A cepa, que foi batizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de ômicron, preocupa a comunidade científica por causa do elevado número de mutações que apresenta, algumas que já tinham sido observadas em outras variantes, como a beta, mas dessa vez, que são vistas juntas.

Vários países do mundo e, inclusive, a União Europeia, decidiram suspender os voos procedentes de países do sul da África, especialmente, de África do Sul e Botsuana, ou elevaram as restrições para pessoas que chegam dessas regiões. EFE

arc/bg