EFECairo

O Comando Central dos Estados Unidos (Centcom), responsável pelas operações militares no Oriente Médio, negou nesta sexta-feira que algum drone americano tenha caído na área de operações destas forças, depois que o Irã anunciou ter abatido um desses dispositivos não identificados na costa do Golfo Pérsico.

"Os supostos relatos de um drone americano abatido estão incorretos", disse o Centcom, em um breve comunicado no Twitter.

"Todas as equipes dos EUA estão contabilizados", acrescentou, descartando desta maneira que o dispositivo abatido pertence à frota de comando sediada no Catar.

O Centcom reagiu desta forma ao anúncio feito hoje pela Força Aérea Iraniana. afirmando ter abatido um drone não identificado na cidade portuária de Bandar-e Mahshahr, na costa do Golfo Pérsico.

O governador da província de Cuzistão, onde está localizado Bandar-e Mahshahr, Gholamreza Shariati, explicou à agência oficial "IRNA" que as forças armadas estão removendo os restos do dispositivo, cuja origem é desconhecida, e os especialistas começaram uma investigação.

A origem do drone é desconhecida até o momento e os especialistas ainda não determinaram suas conclusões, mas, segundo Shariati, "é definitivamente de um país estrangeiro".

No mês de junho, o Irã já tinha abatido um drone americano no Estreito de Ormuz, acusado de violar seu espaço aéreo para realizar espionagem.

Shariati disse que o drone entrou no território da cidade de Bandar-e Mahshahr nas primeiras horas de hoje sem coordenação prévia e, portanto, foi abatido.