EFEWashington

O principal epidemiologista da Casa Branca, Anthony Fauci, afirmou nesta quarta-feira que é "inevitável" que mais crianças acabem internadas em hospitais à medida em que a propagação da variante ômicron do coronavírus nos Estados Unidos aumenta o número de casos de covid-19.

"Parece que a ômicron causa uma doença menos séria, mas o volume agudo de infecções devido a sua profunda contagiosidade significa que mais crianças acabarão infectadas", disse Fauci em entrevista coletiva da equipe do governo americano de combate à pandemia.

O conselheiro médico do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ressaltou que menores de idade com "outras doenças subjacentes" serão os que provavelmente acabarão no hospital.

"Isso é inevitável", frisou.

Ele também ressaltou que a melhor forma de evitar que crianças não vacinadas devido a sua idade sejam infectadas é que as pessoas ao seu redor sejam imunizadas.

"Quando estiverem ao ar livre, se tiverem idade suficiente para tolerar uma máscara facial, coloquem-nas uma máscara, especialmente em locais onde as pessoas se reúnem", declarou o especialista.

Nos EUA, as autoridades autorizaram a vacinação de menores de 5 a 17 anos.

Além disso, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) recomendou que a dose de reforço da vacina de Pfizer/BioNTech seja aplicada a crianças imunossuprimidas. EFE