EFEJohanesburgo

O advogado e ativista anti-Apartheid George Bizos, especializado em direitos humanos e conhecido por ter sido o advogado de Nelson Mandela em sua luta contra o regime racista da minoria branca na África do Sul, morreu nesta quarta-feira, aos 92 anos de idade.

A notícia foi anunciada por várias instituições sul-africanas e confirmada ao vivo pelo presidente do país, Cyril Ramaphosa, durante uma sessão de perguntas organizada pelo Fórum Nacional de Editores da África do Sul.

"Acabo de receber a notícia de que o advogado especialista de nosso país, George Bizos, morreu. Este é um momento muito triste para nosso país", disse o presidente, que elogiou a contribuição do ativista grego à democracia sul-africana, classificando-a como "imensa".

"Falei com George Bizos há cerca de dois meses e, enquanto falava com ele, parecia que sua saúde não estava em boa forma. Falei com seu filho nesta tarde, e ele me disse que seu pai estava enfrentando grandes dificuldades. Perguntei-lhe se ele estava confortável e ele disse que sim", revelou Ramaphosa.

A família Bizos e o Centro de Recursos Jurídicos (organização de direitos humanos à qual o advogado pertencia) detalharam em um comunicado divulgado pela Fundação Nelson Mandela que o advogado morreu de causas naturais, cercado por sua família e em sua casa em Joanesburgo.

Nascido na Grécia em novembro de 1927, Bizos dedicou sua carreira profissional à luta contra o regime racista do Apartheid e à defesa dos direitos humanos em geral. Chegou à África do Sul aos 13 anos de idade com sua família, como refugiado da Segunda Guerra Mundial.

Como advogado, Bizos ficou internacionalmente conhecido como o representante legal de Mandela e outros grandes nomes da luta anti-Apartheid, como Walter Sisulu e Chris Hani.

A notícia da morte do grego chega pouco mais de um mês após a morte de outro grande símbolo da luta contra o regime racista sul-africano, Andrew Mlangeni, que foi o último sobrevivente entre os ativistas condenados e presos junto com Mandela no julgamento de Rivonia.