EFECairo

Pelo menos 78 pessoas morreram e mais de 4 mil ficaram feridas devido à grande explosão ocorrida nesta terça-feira no porto de Beirute e cujas causas estão sendo investigadas, informou à Agência Efe uma fonte do Ministério da Saúde do Líbano.

A explosão aconteceu à tarde em um depósito com materiais explosivos após um incêndio de origem desconhecida.

Testemunhas disseram à Efe que várias vidraças de prédios e casas a mais de cinco quilômetros de distância do local do incidente foram quebradas, além de outros danos materiais sofridos por veículos e edifícios.

Imagens divulgadas em redes sociais mostram o momento da explosão que causou o surgimento de uma grande nuvem e uma forte onda de choque que afetou vários bairros da cidade a até 10 quilômetros de distância.

O diretor da Segurança Geral libanesa, Ibrahim Abbas, disse à mídia durante uma visita ao porto de Beirute que "parece que a explosão ocorreu em um armazém com material altamente explosivo que havia sido confiscado anos atrás".

As autoridades deram ordens para o Exército montar hospitais de campanha para atender os feridos e locais para receber desabrigados.

O governo libanês declarou um dia de luto nacional pelas vítimas da explosão na quarta-feira e anunciou uma investigação para encontrar e punir os responsáveis.