EFEJerusalém

Três foguetes foram lançados da Síria para Israel, informou hoje o exército israelense, que detalhou que um deles caiu em território sírio e os outros dois em áreas despovoadas.

O ataque ocorreu em meio à escalada das tensões entre Israel e as milícias palestinas na Faixa de Gaza, que chegou a seu quinto dia hoje. Ontem, um houve um disparo similar em território israelense proveniente do Líbano.

Embora até agora não se saiba a autoria dos disparos de ontem de três foguetes do território libanês, a missão de paz das Nações Unidas no país foi chamada para evitar um novo enfrentamento em meio ao vivido entre Israel e Gaza.

Ao lançamento de projéteis do Líbano, que não foi respondido por de Israel, foi acrescentado hoje outro incidente na fronteira, após a travessia em território israelense de dezenas de manifestantes libaneses, um dos quais foi morto durante os confrontos com o exército israelense. O grupo que cruzou a linha divisória entoou cânticos em apoio aos palestinos.

Um protesto semelhante ocorreu na fronteira entre a Jordânia e a Cisjordânia, onde dezenas de manifestantes jordanianos tentaram atravessar a divisão, mas foram interceptados pelas forças de segurança de seu país.

As principais manifestações na região em apoio a Gaza, no entanto, ocorreram na Cisjordânia, onde milhares de palestinos se enfrentaram com o exército israelense durante todo o dia. Os confrontos, que ocorreram em várias cidades, deixaram até agora dez mortos e mais de 600 feridos e forçaram os hospitais a declarar uma emergência.

A violência entre Israel e Gaza, a pior escalada nos últimos sete anos, causou até agora a morte de pelo menos 126 palestinos, incluindo 31 crianças, e de nove pessoas em Israel, sete deles pelo impacto de projéteis disparados do enclave e dois depois de terem caído quando corriam em direção a refúgios antibombas.