EFESantiago (Chile)

O subsecretário do Interior do Chile, Rodrigo Ubilla, informou nesta terça-feira que o número de mortes confirmadas desde o início dos protestos no país subiu para 15, das quais 11 foram registradas na Região Metropolitana, que inclui a capital, Santiago.

Ubilla detalhou que todas as mortes contabilizadas ocorreram em um contexto de "incêndios e saques, principalmente de estabelecimentos comerciais".