EFELondres

Um modelo de previsão desenvolvido pelo instituto Oxford Economics apontou que Donald Trump será derrotado nas próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos, como resultado da atuação durante a pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com o estudo, o cenário de recessão, o aumento de desemprego e inflação evitará a reeleição do candidato do Partido Republicano, que teria apenas 35% dos votos. Antes da crise, a estimativa era que a preferência pelo atual presidente fosse de 55%.

"Seria preciso um milagre econômico para que os resultados favoreçam Trump", garante o informe publicado nesta quinta-feira.

Segundo o Oxford Economics, até novembro, quando estão programadas as eleições, os EUA não terão se recuperado do impacto econômico e social gerado pela propagação do novo coronavírus. O desemprego, por exemplo, deve girar em torno de 13%.

De acordo com a previsão, o Partido Democrata, que tem o ex-vice-presidente Joe Biden como pré-candidato único, vencerá de forma "clara", embora a porcentagem de votos dependerá da participação dos eleitores e da evolução da pandemia.

Os pesquisadores do Oxford Economics relembraram no texto que o instituto acertou o desfecho de 16 das últimas 18 eleições dos Estados Unidos, errando apenas em 1968 e 1976.