EFETeerã

O presidente do Irã, Hassan Rohani, anunciou neste domingo a descoberta de "um novo grande campo petrolífero" no sudoeste do país, com reservas de 53 bilhões de barris de petróleo.

O campo fica na província do Khuzistão e tem 2,4 mil quilômetros quadrados de área e 80 metros de profundidade, segundo um comunicado divulgado na página da presidência do país.

Em discurso para centenas de pessoas na cidade de Yazd, no sul do país, Rohani afirmou que o campo alcança desde a cidade de Bostan à de Omidieh.

"Os Estados Unidos devem saber que o Irã é um país rico e, apesar das sanções cruéis, os trabalhadores e engenheiros iranianos descobriram um novo campo petrolífero", anunciou, além de provocar o governo americano.

Os EUA voltaram a impor sanções ao Irã no ano passado, incluindo ao setor petroleiro, após deixarem de modo unilateral o acordo nuclear firmado em 2015 entre o pais persa e outras cinco potências.

As exportações de petróleo do Irã chegaram a 2,5 milhões de barris diários antes das sanções, mas atualmente são muito menores, embora não se saiba oficialmente em qual escala.

Devido à dependência de petróleo, que as autoridades iranianas trabalham para diminuir, as sanções abalaram seriamente a economia do país, cujo PIB, segundo o Fundo Monetário Internacional, encolherá neste ano 9,5%.

Rohani tentou, entretanto, enviar uma mensagem otimista e ressaltou que "as cifras econômicas indicam que as condições estão melhorando desde abril, apesar das crescentes pressões dos inimigos".

"No ano passado, o povo do Irã estava em condições difíceis devido às pressões econômicas dos inimigos, mas sua resistência, união e esforço decepcionaram os EUA", declarou.

O Irã possui uma das maiores reservas de hidrocarbonetos do mundo, tanto de petróleo como de gás, mas as sanções e a falta de investimentos estrangeiros dificultam o pleno desenvolvimento do setor.