EFEBeirute

As autoridades do Líbano anunciaram nesta segunda-feira a prorrogação por um mês do estado de emergência em Beirute, informou o escritório do primeiro-ministro em exercício, Hassan Diab.

"O secretário-geral do Conselho de Ministros, o juiz Mahmoud Makiya, anunciou a prorrogação da declaração do estado de emergência e de suas medidas na cidade de Beirute até 18 de setembro", comunicou o gabinete de Diab.

A decisão foi emitida pelo presidente, Michel Aoun, e pelo chefe do governo de forma conjunta, de acordo com a nota.

O parlamento libanês aprovou o estado de emergência em Beirute em 13 de setembro. A medida foi declarada após o desastre causado pela explosão de 2.750 toneladas de nitrato de amônio armazenadas sem a devida proteção no porto da capital libanesa durante seis anos.

A explosão deixou 180 mortos e mais de 6.000 feridos, de acordo com os últimos números divulgados pelo Ministério da Saúde.

O Líbano também se encontra em estado de emergência desde 15 de março devido à pandemia da COVID-19.

O ministro da Saúde interino, Hamad Hassan, disse que o país precisa tomar a decisão "corajosa" de impor duas semanas de confinamento para impedir a propagação da Covid-19. Ao todo, o Líbano soma 9.337 casos de Covid-19, entre eles 105 mortes. EFE

amo-ijm/vnm