EFERedação Central

A polícia do Reino Unido confirmou nesta quinta-feira, por meio de comunicado, que os 39 pessoas encontradas mortas dentro de um caminhão frigorífico no dia 23 de outubro, foram identificadas e eram de origem vietnamita.

De acordo com a corporação, os familiares das vítimas - 31 homens e oito mulheres -, já foram informadas do fim do processo de identificação.

O Ministério de Segurança Pública do Vietnã, por sua vez, confirmaram a informação divulgada pela polícia e revelou que os mortos vinham das províncias de Hai Phong, Hai Duong, Nghe An, Ha Tinh, Quang Binh, Thua Thien e Hue.

O anúncio foi feito depois que uma delegação de autoridades vietnamitas viajou para o Reino Unido no último sábado, justamente, para trabalhar em conjunto com a polícia britânica.

To An Xo, porta-voz do Ministério de Segurança Pública, afirmou, segundo o portal "VnExpres", que a data e a forma com que os corpos serão repatriados dependerão das autoridades britânicas e do desejo das famílias.

"Algumas querem que os entes queridos sejam cremados antes de serem levados de volta, outros querem realizar um funeral tradicional, com o corpo presente. Isso deve ser tratado com cuidado", destacou.

As 39 pessoas mortas estavam em um caminhão frigorífico que foi localizado na cidade de Grays, no distrito industrial de Essex, no leste da Inglaterra. Prisões relacionadas ao caso foram feitas em solo inglês, também na Irlanda e Irlanda do Norte.

A polícia do Vietnã também divulgou detenções no país, nas províncias de Ha Tinh e Nghe An. Investigações apontam que as vítimas pagaram cerca de US$ 40 mil (R$ 161,3 mil) para serem levadas para o Reino Unido.

Inicialmente, as autoridades britânicas apontaram que os mortos eram "de origem chinesa", mas pouco depois houve retratação, com o surgimento da possibilidade de se tratarem de vietnamitas.