EFEJerusalém

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, confirmou neste domingo que seu país bombardeou um depósito de armas iraniano situado no aeroporto internacional de Damasco (Síria) durante este fim de semana.

"Só nas últimas 36 horas, a força aérea atacou os depósitos iranianos com armas iranianas no Aeroporto Internacional de Damasco. A recente sucessão de ataques demonstra que estamos mais decididos do que nunca a atuar contra o Irã na Síria, tal como prometemos", disse hoje Netanyahu ao começo da reunião semanal com seu gabinete de ministros, segundo um comunicado oficial.

O líder se referiu à atuação militar no país árabe, onde garantiu que o seu exército "atacou centenas de vezes os alvos do Irã e do Hezbollah", para acabar "com a concentração militar do Irã na Síria".

A televisão oficial síria informou na sexta-feira que as defesas antiaéreas do país repeliram "a maioria" dos mísseis lançados por aviões israelenses, mas reconheceu que o ataque causou danos em um depósito no aeroporto.

Segundo a emissora, foram derrubados pelo menos oito mísseis disparados por aviões que entraram no espaço aéreo sírio desde a fronteira israelense.

Israel considera o Irã a maior ameaça à sua existência e nos últimos anos fez centenas de ataques na Síria contra alvos iranianos e de seus aliados, acusando o Irã de tentar consolidar sua presença nesse território e de armar militarmente o Hezbollah.