EFESan Salvador

Um grupo de cerca de 150 imigrantes de El Salvador deixaram o país neste domingo em uma caravana que tem como destino os Estados Unidos, se somando às mais de 3 mil pessoas que começaram em outubro uma viagem até a fronteira americana.

Este é o terceiro grupo de salvadorenhos que tenta chegar aos EUA em caravana. Eles partiram por volta das 8h locais da Praça Salvador del Mundo, em San Salvador, capital do país, e partiram de ônibus em direção a San Cristóbal, que liga o país à Guatemala.

O grupo é formado por crianças, adolescentes e mulheres, que da Guatemala viajarão até a fronteira do México com os EUA, onde soldados americanos fazem a segurança por ordens de Donald Trump.

Os salvadorenhos começaram a organizar caravanas para imigrar para os EUA no fim de outubro, repetindo o que já fazem vários cidadãos de Honduras, que tentam fugir da violência, da pobreza e do desemprego no país.

A primeira caravana, com cerca de 500 pessoas, saiu de San Salvador no dia 28 de outubro. Os salvadorenhos chegaram até o México e pediram asilo, de acordo com o governo local.

Três dias depois, mais 1.778 imigrantes deixaram a capital salvadorenha para tentar chegar ao território americano. No entanto, 268 pessoas desistiram da viagem no meio do caminho.

De acordo com a Direção-Geral de Migração e de Estrangeiros de El Salvador, os salvadorenhos deixam o país em busca de melhores condições de vida, para fugir da violência e também para reencontrar os parentes que já vivem nos EUA ou no México.