EFEMadri

Um sacerdote morreu nesta quinta-feira, em um hospital de Madri, na Espanha, e se tornou a quarta vítima da explosão em um prédio no região central da cidade, ocorrida ontem, que ainda deixou uma dezena de feridos, de acordo com informações apuradas pela Agência Efe.

O acidente, segundo as investigações preliminares, aconteceu durante a manutenção de uma caldeira que havia no edifício localizado na rua Toledo, onde moravam vários religiosos e onde ainda havia escritórios paroquiais, além da sede da organização humanitária Cáritas.

O sacerdote que morreu nesta quinta-feira morava no prédio, estava internado desde ontem e não resistiu aos ferimentos.

Segundo informações divulgadas pelo serviço de emergências de Madri, uma equipe de bombeiros permaneceu toda a noite no edifício que explodiu, mesmo com a paralisação dos trabalhos até a manhã de hoje.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros da capital espanhola, Carlos Hernando, explicou que os elementos estruturais sem estabilidade do prédio estão nos últimos andares.

Por causa do incidente, foram evacuados vários imóveis vizinhos, entre eles uma escola e um centro de acolhimento de idosos, que tinha 56 residentes. EFE

nac-jl/bg

(foto)