EFETóquio

O número de mortes causadas pelo incêndio ocorrido nesta quinta-feira em um estúdio de animação na cidade de Kyoto, no Japão, pode passar de 20, com dezenas de feridos, segundo informações de agentes do corpo de bombeiros.

Em princípio, 13 pessoas haviam morrido, mas um representante dos bombeiros declarou aos jornalistas que, além disso, havia cerca de dez pessoas que podem ter falecido em outros pontos do edifício, onde um homem ainda não identificado jogou um líquido inflamável provocando a explosão.

As chamas afetaram o prédio de três andares da empresa Kyoto Animation, onde no momento do incêndio havia cerca de 70 pessoas.

Fontes dos bombeiros de Kioto disseram à Agência Efe que um total de 37 pessoas foram transferidas para vários hospitais do local, mas apenas confirmaram a morte de uma delas, embora disseram que entre os 36 feridos, dez estão em estado grave. Não há informações sobre o número de pessoas que conseguiram sair ilesas do local.

O bombeiro que falou através de um megafone da possível existência de mais dez mortos, disse que os corpos estavam no terceiro andar e nas escadas para o terraço do edifício.

"Os destroços caídos devem ser removidos e poderemos encontrar mais (vítimas)", acrescentou, segundo imagens divulgadas pela emissora pública de televisão "NHK".

O suposto autor do incêndio, um homem de 41 anos, está sendo interrogado pela polícia.

Um vizinho que testemunhou o momento em que a polícia deteve o possível autor do incêndio, disse que o sujeito possui uma tatuagem em sua barriga e se queixou de ter sido "enganado" pela empresa, mais sem maiores detalhes.

Cerca de 50 caminhões dos bombeiros se deslocaram para o local o incêndio com o objetivo de apagar as chamas.

A Kyoto Animation, com cerca de 160 funcionários, foi criada em 1981 e produz programas de cinema e anime para a televisão. Entre suas produções estão "K-ON!" e "A Melancolia de Haruhi Suzumiya".