EFEGenebra

O Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) se reunirá nesta sexta-feira por teleconferência para analisar a evolução da epidemia de ebola na República Democrática do Congo (RDC).

Uma vez concluídas as discussões, os analistas apresentarão um relatório ao diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na qual podem recomendar que se mantenham as medidas de vigilância e controle ou que se declare uma "emergência de saúde de preocupação internacional", disse à Agência Efe uma porta-voz.

O diretor-geral da OMS informará do resultado das deliberações científicas e das decisões que adotar em entrevista coletiva em Genebra esta tarde.

Tedros devia falar ontem, quinta-feira, com os jornalistas para anunciar as prioridades da 71ª Assembleia Anual da OMS, que acontecerá na próxima semana nesta cidade com presença de ministros e outras autoridades de saúde de seus 194 Estados-membros.

No entanto, devido à inquietante evolução do ebola no RDC, Tedros dedicará sua entrevista coletiva a abordar esta situação e as suas implicações internacionais, afirmou a porta-voz da OMS, Fadela Chaib.

A última epidemia de ebola de impacto internacional aconteceu na África ocidental entre 2014 e 2016, causando mais de 11 mil mortos em Guiné, Serra Leoa e Libéria, países cujas economias e estruturas sociais sofreram gravemente com esse episódio.