EFEAssunção

O Paraguai registrou a chegada de mais de 26% de turistas em setembro em relação ao mês anterior, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira pelo Observatório de Turismo da Secretaria Nacional de Turismo (Senatur).

Os números oficiais mostram que, dos mais de 41 mil turistas que entraram no país entre janeiro e setembro, 37,9% eram de nacionalidade brasileira e 15,9% nascidos na Argentina.

Além disso, 7,5% das pessoas que entraram no país são bolivianas, 7,4% alemãs, 6,4% americanas e 5,5% espanholas.

Junto com esses números, o Senatur também informou a entrada de turistas do Uruguai, Colômbia, Venezuela e Chile.

A pasta salientou que os números crescentes "coincidem com os processos de vacinação da população nacional e mundial, bem como o levantamento gradual das restrições à covid-19", ao mesmo tempo que destaca o "trabalho conjunto" entre os setores público e privado para a reativação de um setor em crise.

O Paraguai vive um momento de controle da pandemia, com o número de casos e mortes diminuindo gradativamente neste mês de outubro.

De fato, ontem registrou seu terceiro dia consecutivo sem mortes por covid-19 e permaneceu no total de 16.228, de acordo com o relatório diário do Ministério da Saúde.

Durante o dia, foram registrados 33 novos diagnósticos positivos nos 1.912 testes analisados, de forma que o Paraguai atingiu 460.615 casos acumulados desde o primeiro caso para o coronavírus SARS-CoV-2 foi registrado em março de 2020.

Destes, existem 41 pessoas hospitalizadas, 15 das quais estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Em termos de vacinação, o Paraguai, um país de 7,3 milhões de habitantes, atingiu o número de 2.830.409 pessoas com a dosagem completa e, em breve, começará a aplicar as doses de reforço aos profissionais de saúde e maiores de 50 anos. EFE