EFEAssunção

O Paraguai viveu nesta quinta-feira o pior dia quanto ao número de novos casos de coronavírus, com 341, o que elevou o total no país desde o começo da pandemia para 5.207, além de ter confirmado mais uma morte por Covid-19, chegando a 47 desde março.

O departamento de Alto Paraná e sua capital, Ciudad del Este, voltaram ontem para a fase mais estrita da quarentena devido ao alto nível de circulação do vírus SARS-CoV-2 na região, que faz fronteira com o Brasil.

A medida causou insatisfação em parte da população, que foi às ruas protestar nesta quarta. Manifestações violentas levaram a um confronto com policiais, que culminou com 54 detenções.

O Ministro da Saúde, Julio Mazzoleni, esteve em Ciudad del Este hoje re reconheceu que o sistema de saúde pública no Alto Paraná está saturado devido à escassez de leitos de terapia intensiva.

O departamento, o segundo mais populoso do Paraguai, com quase 1 milhão de habitantes, é uma artéria econômica chave através do comércio com o Brasil e uma rede de zonas francas.

Os comerciantes da região já vinham pedindo ao governo medidas alternativas em vista do impacto econômico de quatro meses de quarentena e do fechamento da fronteira, uma situação que provavelmente piorará com o retorno à fase zero por duas semanas.