EFENova York

Passageiros do metrô de Nova York prestaram uma homenagem espontânea nesta segunda-feira ao ídolo do basquete americano Kobe Bryant, morto neste domingo em um acidente de helicóptero, alterando com uma placa feita à mão o nome da estação 42 Street Bryant Park para "Kobe Bryant Park".

A placa sobrepôs o nome "Kobe" exatamente onde costumava ler "42 Street", e durante toda a manhã numerosos viajantes na linha 7 do metrô de Nova York, que liga os bairros de Flushing (Queens) e Hudson Yards (Manhattan), puderam testemunhar a homenagem.

Apesar do fluxo intenso habitual, tanto os nova-iorquinos quanto os turistas pararam por alguns segundos para fazer uma foto ou um vídeo do cartaz e guardar uma lembrança.

Através das redes sociais, algumas pessoas pediram à câmara municipal e ao consórcio de transportes que considerassem a possibilidade de tornar a mudança permanente. "Basta renomear a estação inteira e o parque", disse um usuário do metrô no Twitter.

Não é a primeira vez que o metrô da cidade de Nova York testemunha tributos espontâneos após a morte de uma figura ilustre. O nome "Aretha" foi pintado em todas as placas, grandes e pequenas, da parada da Avenida Franklin, no Brooklyn, após a morte da cantora Aretha Franklin.

Kobe Bryant, a filha Gianna, de 13 anos, e outros sete passageiros morreram neste domingo em um acidente de helicóptero em Calabasas, perto de Los Angeles. Ao longo da carreira, o ex-ala-armador, um dos melhores jogadores de basquete de todos os tempos, conquistou cinco títulos da NBA. O ídolo deixa a esposa, Vanessa Laine Bryant, e as outras três filhas: Natalia, Bianka e Capri, uma recém-nascida.