EFEPorto Príncipe

A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, expressou neste sábado seu apoio ao Haiti no início de uma viagem por quatro países do Caribe que mantêm laços diplomáticos com o território asiático.

Ing-wen foi recebida pelo presidente do Haiti, Jovenel Moïse, a quem prometeu o apoio taiuanês em forma de investimentos, embora não tenha detalhado nenhum plano.

"Estou aqui para manifestar nossa solidariedade e manter a amizade entre Haiti e Taiwan. Estamos contentes dessa relação entre ambos os países", disse Ing-wen junto a Moïse em discurso durante sua visita ao museu do Panteão Nacional.

A presidente afirmou que "Taiwan quer apoiar o desenvolvimento do Haiti e vai continuar trabalhando para concretizar mais projetos no futuro, a fim de contribuir para o desenvolvimento deste país", o mais pobre da América.

"Taiwan quer fazer mais investimentos para apoiar o Haiti e queremos um Haiti próspero", acrescentou a chefe de Estado.

A visita de Ing-wen aos países do Caribe acontece um ano depois de República Dominicana e El Salvador romperem relações com Taipé e reconhecerem a China, em uma reviravolta diplomática histórica, também tomada em 2017 pelo Panamá.

Somente 17 países reconhecem Taiwan na atualidade, entre eles Haiti, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas e Santa Lúcia, as quatro nações antilhanas que Ing-wen deve visitar nesta viagem.