EFEMoscou

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu nesta terça-feira o atraso na corrida espacial e exigiu a recuperação de um terreno de um campo que o país historicamente liderou.

"Se ficarmos marcando passo ou falando constantemente de nossas antigas conquistas, será impossível recuperar o perdido", disse o chefe do Kremlin durante uma reunião do Conselho de Segurança da Rússia, de acordo com a agência "Interfax".

Putin afirmou que os sistemas russos de comunicação via satélite, de sensoriamento remoto e de coleta de dados meteorológicos estão ficando para trás com relação a outros países pela sua qualidade, confiabilidade e vida útil.

"Em primeiro lugar, é necessário estabelecer objetivos ambiciosos, mas ao mesmo tempo altamente realistas, ligando as tarefas do desenvolvimento estratégico às possibilidades das empresas e dos escritórios de projeto", disse.

O presidente ressaltou que só é possível mudar esta situação mediante "ações reais, por meio de um significativo fortalecimento do potencial humano, tecnológico, produtivo da indústria espacial".

Putin também exigiu um redesenho da política do Estado em matéria espacial para 2030, de acordo com as tendências mundiais contemporâneas.