EFEMadri

O rei emérito da Espanha, Juan Carlos, pai do monarca Felipe VI, passou neste sábado, em Madri, por uma bem sucedida cirurgia no coração.

Segundo Lucía Alonso, diretora-gerente do grupo de hospitais Quirón, que leu um boletim médico após a operação, foram implantadas três pontes de safena em Juan Carlos, de 81 anos, que em seguida foi transferido à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para o controle pós-cirúrgico.

O responsável pela operação foi Alberto Forteza Gil, chefe do Serviço de Cirurgia Cardíaca do Hospital Universitário Quirón Saúde, onde o monarca emérito já tinha sido operado em outras ocasiões.

O rei Felipe VI foi ao centro médico acompanhado pela mãe, a rainha Sofia para aguardar a parte final da cirurgia.

Segundo Lucía Alonso, a intervenção de hoje tinha sido marcada em junho, após Juan Carlos passar por exames no mesmo hospital.

A técnica de ponte de safena é utilizada em pacientes com obstruções das artérias coronárias para melhorar a irrigação sanguínea do miocárdio, o tecido muscular do coração.

Juan Carlos foi internado ontem à noite. Na chegada ao hospital, mostrou bom humor e disse aos jornalistas que o aguardavam: "Vocês me verão na saída".

A cirurgia de hoje foi a 17ª pela qual o monarca emérito passou, muitas delas de caráter traumatológico, e é a terceira desde que ele abdicou em favor do filho, o atual rei Felipe VI, em junho de 2014.