EFENursultan

A petroleira Royal Dutch Shell anunciou que sairá do projeto de exploração da jazida de petróleo e gás Khazar, situada no setor cazaque do mar Cáspio, informou nesta segunda-feira a PSA, empresa estatal do Cazaquistão que supervisiona o acordo de repartição da produção.

"A Shell comunicou às autoridades do Cazaquistão que renuncia ao projeto de exploração da jazida Khazar, do qual possui 55% das ações", afirma o comunicado da PSA.

De acordo com o Ministério de Energia do Cazaquistão, caso todos os participantes do projeto anunciem oficialmente a saída, o Estado voltará a ter a propriedade da jazida.

"A decisão de nossos sócios se deve à baixa rentabilidade (do projeto) e ao elevado investimento de capital", afirmou o departamento ao comentar a decisão da Shell.

Em comunicado, a PSA lembrou que, em conformidade com o acordo de repartição da produção, os investimentos realizados pelos acionistas não são reembolsáveis.

"A Shell investiu no projeto Khazar cerca de US$ 900 milhões em trabalhos sismológicos e de exploração geológica, assim como em perfuração de poços isolados, e tudo isto será entregue à República de maneira gratuita", explicou a PSA.