EFEAtenas

Pelo menos seis pessoas morreram, incluindo duas crianças, e dezenas ficaram feridas por causa da tempestade de vento e chuva que atingiu, na noite de quarta-feira, a península de Calcídica, no norte da Grécia.

O novo ministro para a Proteção do Cidadão, Mijalis Jrisojoidis, informou que os mortos são todos turistas, dois de nacionalidade russa, dois tchecos e dois romenos.

Os turistas russos, um homem de 39 anos e seu filho de 2 anos, foram atingidos pela queda de uma árvore na cidade de Nea Potidea.

Dois romenos, uma mulher de 54 anos e um menino de 8 anos, foram mortos quando o teto de uma taverna desabou em Nea Playia, onde várias pessoas ficaram feridas.

A tempestade também causou a morte de um casal tcheco quando uma rajada de vento derrubou a caravana em que estavam.

No veículo também estavam o filho e neto do casal, que conseguiram se salvar.

As autoridades de resgate estão à procura de um pescador, de 62 anos, que foi dado como desaparecido A tempestade que afetou o centro, o oeste e o norte da Grécia causou grandes danos, especialmente por árvores arrancadas e automóveis tombados, mas também em edifícios, onde telhas saíram voando.

A imprensa local mostrou nesta manhã imagens de praias com espreguiçadeiras e guarda-chuvas quebrados, estradas fechadas por árvores caídas ou motocicletas e automóveis tombados.

"É a primeira vez, em 25 anos de profissão, que vivi algo semelhante", disse à emissora pública Athansios Kaltsas, diretor do Centro Médico Nea Mudania, onde muitos dos feridos foram levados com fraturas. "Foi tudo tão abrupto e tão repentino", acrescentou.

Kaltsas relatou que mais de 50 pessoas, com idades entre 8 meses e 70 anos, tiveram que ser atendida por algum tipo de lesão, a maioria ferimentos na cabeça ou fraturas diversas por causa do impacto de galhos de árvores ou outros objetos que voaram pelos ares.

O corpo de bombeiros recebeu mais de 600 chamadas durante toda a noite na região afetada.