EFEWashington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, antecipou neste sábado que vai revelar, provavelmente na terça-feira, a transcrição de uma segunda conversa por telefone com o chefe de governo da Ucrânia, Volodimir Zelenski.

"Provavelmente divulgaremos isso na terça-feira, mas temos outra transcrição, o que é muito importante", disse o governador aos repórteres na Base da Força Aérea de Andrews, nos arredores de Washington.

Trump, que viajou com a esposa, Melania, até a cidade de Tuscaloosa, no estado do Alabama, para participar de um evento esportivo, novamente classificou a investigação para um julgamento político que segue na Câmara Baixa como uma "caça às bruxas ao mais alto nível".

"Agora eles querem ter uma transcrição da outra ligação, a segunda ligação, e eu estou disposto a fornecê-la", disse ele. "Eu realmente tive dois telefonemas com o presidente da Ucrânia", admitiu o líder, que garantiu não haver nada de errado em nenhuma delas.

A presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi, anunciou em 24 de setembro a abertura de uma investigação de impeachment contra Trump após uma conversa telefônica entre ele e Zelenski.

Durante o diálogo tido em 25 de julho, o presidente dos EUA pediu para o da Ucrânia trabalhar com o Procurador-Geral americano para investigar a conduta do ex-vice-presidente Joe Biden, candidato à indicação democrática de 2020, e de um de seus filhos, Hunter, que assessorou uma empresa de gás ucraniana. EFE

lb/dr