EFEIstambul

A Turquia anunciou nesta segunda-feira que começará a administrar uma quarta dose da vacina contra a covid-19 para pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde que foram imunizados com a CoronaVac, informou a agência turca "Anadolu".

A quarta dose pode ser solicitada 21 dias após o recebimento da terceira, conforme esclareceu o Comitê Científico, órgão consultivo do governo.

Desde 1º de julho, a Turquia oferece às pessoas com mais de 60 anos e aos profissionais da saúde a possibilidade de receberem a terceira dose da CoronaVac ou de Pfizer/BioNTech para aumentar a criação de anticorpos.

As autoridades acreditam que uma terceira dose poderia proteger melhor a população que recebeu a vacina do laboratório chinês Sinovac - que segundo a Turquia é 83% eficaz - das variantes do coronavírus presentes no país, como Delta ou Delta Plus.

O governo recomenda uma quarta dose de Pfizer/BioNTech para aqueles que viajam ao exterior e precisam provar às autoridades estrangeiras que receberam duas doses da vacina alemã.

Além disso, também recomenda que os profissionais da saúde que receberam duas doses da CoronaVac e uma de Pfizer/BioNTech sejam imunizados com uma quarta dose para aumentar os anticorpos.

Dos mais de 83 milhões de habitantes da Turquia, 33 milhões receberam a dosagem completa de uma vacina contra a covid-19, enquanto outros 44 milhões aguardam a segunda dose.

Os casos de coronavírus aumentaram nas últimas semanas. A incidência acumulada de covid-19 nos últimos dias é de 191 infecções por 100 mil habitantes.

De acordo com os últimos dados oficiais, ontem foram registrados 18.847 novos casos e 154 mortes por covid-19. EFE

lvm/phg