EFEIstambul

O Ministério do Interior da Turquia anunciou nesta sexta-feira a manutenção, em 15 das 80 províncias do país, do toque de recolher imposto nos fins de semana para impedir a propagação do novo coronavírus, apesar de ter relaxado a maioria das medidas de restrição de movimento e reunião de pessoas.

A população da área abrangida pelo novo decreto corresponde a 50% da que há em todo território turco. As principais cidades do país, como Istambul, Ancara e Esmirna, seguirão afetadas pelo toque de recolher, que vigora de 0h de sábado até às 0h de segunda-feira.

"Não há um protocolo geral sobre o toque de recolher do fim de semana. Se houver alguma mudança, nas províncias, será aplicado como for necessário, dependendo da situação", explicou o ministro da Saúde, Fahrettin Koca.

Nesta semana, a Turquia, após dois meses e meio de restrições, reabriu restaurantes, museus, praias e outras diversas instalações. Por outro lado, foi mantido o confinamento obrigatório para menores de 18 anos e maiores de 65, que têm horários específicos para irem à rua.

O país ainda retomou grande parte dos voos nacionais e tem a expectativa de, em 10 de junho, voltar as conexões com 38 países.

De acordo com boletim mais recente, a Turquia registrou 167.410 casos de infecção e 4.630 mortes. Na semana passada, a quantidade diária de óbitos variou de 25 a 30, segundo Ministério da Saúde. EFE

lvm/bg