EFEBruxelas

A União Europeia (UE) manifestou neste domingo satisfação com a decisão do presidente da Bolívia, Evo Morales, de repetir as eleiçõs gerais no país, após as acusações de fraude no pleito de 20 de outubro e a onda de protestos ocorrida nas últimas semanas.

"Um retorno à estabilidade na Bolívia requer um processo eleitoral novo e oportuno que seja crível e que reflita fielmente a vontade do povo. Deveria ser designado um novo tribunal eleitoral que ofereça garantias de eleições transparentes", declarou em comunicado a alta representante da UE para Assuntos Exteriores, Federica Mogherini.