EFELisboa

Um acidente ferroviário na cidade de Soure, no distrito de Coimbra, em Portugal, deixou nesta sexta-feira pelo menos dois mortos e 25 feridos, seis deles gravemente, depois que um trem colidiu com uma máquina que fazia reparos nos trilhos.

Fontes da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) informaram à Agência Efe que as duas vítimas eram trabalhadores que operavam a máquina que estava fazendo consertos na catenária.

Os feridos receberam assistência primeiro em um centro médico de campo instalado na área e depois foram transferidos para o Hospital Universitário de Coimbra.

O trem é um Alfa Pendular, que pode chegar a 220 quilômetros por hora, embora a imprensa local sugira que ele estava viajando a uma velocidade mais lenta porque tinha acabado de fazer uma parada, e tinha 212 passageiros a bordo.

Mais de 220 bombeiros e outros trabalhadores de assistência, 84 veículos de emergência e dois veículos aéreos foram deslocados para o local.

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, publicou uma nota no site oficial da Presidência lamentando o acidente e aguardando os resultados das investigações técnicas e judiciais, enquanto o ministro de Infraestrutura e Habitação, Pedro Nuno Santos, foi até o local do acidente.