EFEHavana

Cuba confirmou mais duas mortes e 46 novos casos de Covid-19, o recorde de casos diários até esta terça-feira, chegando a um total de 11 óbitos e 396 infectados, segundo o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde Pública (Minsap).

Além dos mortos - uma mulher de 101 anos e um homem de 68 -, há 12 pessoas em estado crítico e três com quadro grave em vários hospitais do país.

Os 46 novos casos são todos cubanos e foram detectados entre 1.056 exames de PCR. Desde que a pandemia chegou ao país, Cuba já realizou 7.054 testes, explicou o diretor de epidemiologia do Minsap, Francisco Durán.

Este é o maior número de contagiados reportados em um dia e um aumento em relação com os dias anteriores (30, 32 e 19).

A província central de Ciego de Ávila é o território com mais pacientes (20), 11 deles residentes do município de Florencia.

As idades oscilam entre 55 dias e 78 anos, e em todos os casos exceto um foi possível traçar a origem do contágio, que ocorreu no exterior ou por contato com algum positivo já diagnosticado.

Por outro lado, o governo confirmou dez novas altas médicas, o que eleva para 27 o total de recuperados.

No momento, 1.752 permanecem isoladas em instituições de saúde e outras 15.762 se mantêm confinadas de forma preventiva em suas habitações por apresentarem sintomas respiratórios ou terem contato com casos suspeitos.

O total de 396 casos positivos inclui os 11 mortos, três evacuados e 340 pacientes que evoluem de maneira estável. EFE

yg/vnm