EFEBuenos Aires

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta quarta-feira novas restrições a diversas atividades e à circulação de pessoas, em uma tentativa de fazer frente ao crescimento do contágio por coronavírus no país, onde hoje foi registrado recorde nacional diário de casos.

"Vamos redobrar os cuidados", declarou Fernández em uma mensagem gravada nos jardins da residência presidencial em Olivos, onde permanece isolado desde a última sexta-feira, quando foi diagnosticado com Covid-19.

As novas restrições entrarão em vigor na próxima sexta e terão validade, inicialmente, até o próximo dia 30.