EFEBuenos Aires

O número de turistas estrangeiros que visitou a Argentina no primeiro trimestre de 2019 aumentou 23,1% em relação ao mesmo período de 2018, informou nesta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec).

Segundo o órgão, 839,7 mil turistas passaram pelos aeroportos do país de janeiro a março deste ano. Os dois aeroportos de Buenos Aires, Ezeiza e Aeroparque, concentraram 88,5% do fluxo total.

Só em março, o Indec registrou 267,6 mil chegadas de turistas estrangeiros na Argentina, uma alta de 23,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O destaque, segundo o órgão, foram os europeus, com 66,1 mil visitantes, um aumento de 12,3%.

Os brasileiros ocuparam o segundo lugar do ranking divulgado hoje pelo Indec, com 61,9 mil turistas só em março. A alta na comparação com o mesmo mês de 2018 foi de 76,3%.

De acordo com o relatório do Indec, os turistas estrangeiros passaram em média 13,2 noites na Argentina durante o mês de março.

Na contramão da chegada de turistas, o número de argentinos que visitou outros países por via aérea caiu 17% em 12 meses.

O principal destino visitado por eles foi o Brasil, com 28,5% do total de viagens. Depois vieram os demais países da América Latina, com 21%, e os Estados Unidos e o Canadá, com 19,4%.

O Indec agrupa os turistas de países europeus em um único item no relatório. O mesmo ocorre com EUA e Canadá, reunidos como se fossem apenas um destino pelos pesquisadores do instituto.

A forte desvalorização do peso em relação ao dólar desde o fim de abril do ano passado favoreceu a chegada de turistas ao país e prejudicou as viagens dos argentinos ao exterior.

Em 2018, o país recebeu 2,76 milhões de turistas, uma alta de 7,5% em relação a 2017. Por outro lado, 4,49 milhões de argentinos fizeram alguma viagem ao exterior, uma queda de 0,7%. EFE

rgm/lvl/id