EFEBuenos Aires

O Ministério da Saúde da Argentina reportou nesta segunda-feira mais 11.807 casos de coronavírus no país vizinho, elevando o total desde o começo da pandemia para 723.132, enquanto o número de mortes por Covid-19 subiu para 16.113, depois que outras 364 foram confirmadas hoje.

Ainda segundo a pasta, há 3.309 óbitos que ainda não entraram para as estatísticas oficiais, todos na província de Buenos Aires, porque ainda não foram processados Sistema Nacional de Vigilância Sanitária.

A cidade de Buenos Aires notificou hoje 787 novas infecções e tem agora um total de 124.075. Nos outros municípios da província homônima à capital, foram relatados 406.406 casos desde o início da crise sanitária, 4.544 deles nesta segunda.

Até maio, as duas jurisdições tinham quase 90% do contágio no país vizinho. Contudo, o percentual caiu para cerca de 50% porque o vírus SARS-CoV-2 se alastrou por boa parte do território nacional. Por outro lado, 576.715 pessoas se recuperaram da infecção e 3.678 estão internadas em unidades de terapia intensiva, ocupando 61,4% dos leitos disponíveis em toda a Argentina.

A situação epidemiológica é particularmente delicada nas províncias de Santa Fé, Córdoba, Mendoza, La Rioja, Salta, Jujuy, Río Negro e Neuquén. EFE

pro/dr