EFEBerlim

Uma mulher morreu com um tiro na cabeça e outras três pessoas ficaram feridas no ataque cometido nesta segunda-feira na Universidade de Heidelberg, no sudoeste da Alemanha, por um homem armado que invadiu uma aula, abriu fogo indiscriminadamente e depois se matou.

O atirador era um aluno da instituição, carregava uma mochila com várias armas e fugiu após os primeiros disparos. Ele foi encontrado morto pouco depois, no jardim botânico do campus, disse o porta-voz da polícia local, Stefan Wilhelm, à rede de televisão pública "ZDF".

A mulher baleada na cabeça morreu logo após o ataque, e outra pessoa atingida foi internada em estado grave.

A polícia foi alertada pela primeira vez pela universidade por volta das 12h30 (horário de Berlim; 8h30 de Brasília) quando o atirador entrou em uma sala onde estava ocorrendo uma aula e começou a atirar.

Agentes montaram um forte esquema de segurança na região onde ocorreu o ataque, entre o hospital universitário, a faculdade de Ciências e o jardim botânico.

No meio da tarde, ficou claro para as autoridades que o atirador agiu sozinho, e então foi liberado o tráfego no campus.

De acordo com a "ZDF", que citou fontes da investigação, foram descartados até o momento motivos políticos ou religiosos para o ataque. EFE