EFERedação Central

O Bayern de Munique atropelou a Lazio no Estádio Olímpico de Roma nesta terça-feira e, com uma goleada por 4 a 1, colocou um pé nas quartas de final da Liga dos Campeões, enquanto o Chelsea se colocou em vantagem ao bater o Atlético de Madrid por 1 a 0, no Wanda Metropolitano, graças a gol de bicicleta Olivier Giroud.

Atual campeão, o Bayern precisou de apenas oito minutos de bola rolando em Roma para fazer 1 a 0. O zagueiro Musacchio recuou mal, Lewandowski aproveitou a falha e abriu o placar.

Aos 23, Goretzka esticou para Musaia, o jogador de apenas 17 anos chutou cruzado e aumentou. Ainda no primeiro tempo, aos 41 minutos, Patric falhou, Coman arrancou e encheu o pé, o goleiro Reina espalmou e Sané conferiu no rebote.

Logo no primeiro minuto da etapa final, Sané acelerou pela ponta e cruzou rasteiro, Acerbi tentou fazer o corte e marcou contra. Pouco depois, aos três, a Lazio descontou com golaço de Correa, que deixou dois marcadores na saudade e arrematou cruzado, sem chance de defesa para Neuer.

Houve apenas um brasileiro em campo, o volante Lucas Leiva, do time 'biancocelesti', que teve ainda o meia Andreas Pereira no banco. O Bayern não pôde contar com o meia-atacante Douglas Costa, machucado.

Em Madri, o Atlético, com o zagueiro Felipe na formação inicial e o lateral-esquerdo Renan Lodi entrando no segundo tempo, encarou o Chelsea, desfalcado de Thiago Silva, mas com o meia brasileiro naturalizado Jorginho em campo.

Em um duelo parelho, o fator de desequilíbrio foi o belo gol de Giroud. Aos 23 minutos do segundo tempo, Alonso cruzou da esquerda, Hermoso dividiu com Mount, e a bola subiu. O centroavante francês emendou uma bicicleta e garantiu a vitória dos campeões de 2012. O lance foi analisado pelo VAR por três minutos e validado.

As partidas de volta dos dois confrontos disputados hoje estão marcadas para 17 de março. O Bayern poderá perder por 3 a 0 ou por uma diferença menor na Allianz Arena, em Munique, que mesmo assim passará de fase, e o Chelsea jogará pelo empate no estádio Stamford Bridge, em Londres. EFE

dr/rd