EFEWashington

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, entregará a Medalha da Liberdade para a ginasta Simone Biles, dona de quatro medalhas de ouro olímpicas, a jogadora de futebol Magan Rapinoe, eleita uma vez a melhor do mundo na modalidade, e o ator Denzel Washington, vencedor do Oscar.

A Casa Branca anunciou nesta sexta-feira a lista das pessoas que receberão a condecoração, que inclui personalidades do mundo, da cultura, das ciências e do esporte. Entre os homenageados póstumos estarão o cofundador da Apple Steve Jobs e o ex-senador republicano John McCain.

"A Medalha da Liberdade é a maior honra civil do país, oferecida à indivíduos que realizaram contribuições exemplares à prosperidade, valores ou segurança dos Estados Unidos", indica comunicado emitido pelo governo.

A nota aponta que a solenidade de entrega será realizada na próxima quinta-feira.

O governo de Biden decidiu destacar o "ativismo de Biles pela saúde mental e a segurança dos atletas, os jovens em sistemas de acolhimento e as vítimas de abusos sexuais".

A ginasta é uma das centenas que acusaram o ex-médico da equipe olímpica dos EUA Larry Nassar de abuso sexual, em caso que coincidiu com o nascimento do movimento #MeToo (Eu também, em tradução livre).

Outra homenageada, Megan Rapinoe, atual capitã do OL Reign e uma das maiores jogadoras da história da seleção americana, que venceu o prêmio The Best da Fifa em 2019, é ativista pelos direitos do coletivo LGBT.

Entre os condecorados também estão o astro do cinema Denzel Washington; a enfermeira Sandra Lindsay, primeira pessoa a receber a vacina contra a covid-19 no país; a ex-deputada democrata Gabrielle Giffords, que decidiu levantar a bandeira do controle de armas, após sofrer atentado a tiros.

Completam a lista representantes de diferentes organizações, como o ex-embaixador Raúl Yzaguirre; a ativista Diane Nash, que atuou ao lado de Martin Luther King, entre outros e outras. EFE