EFELondres

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, parabenizou o Chelsea e o Manchester City por seus planos de deixarem a Superliga, uma iniciativa de 12 clubes europeus de montarem seu próprio campeonato, sem qualquer vínculo com a Uefa.

"A decisão de Chelsea e Manchester City, se confirmada, é a decisão certa, e eu os parabenizo por isso. Espero que as outras equipes envolvidas nesta Superliga sigam seus passos", afirmou o premiê nas redes sociais.

Chelsea e Manchester City divulgaram na terça-feira à tarde sua intenção de não avançar na Superliga Europeia após protestos perto de Stamford Bridge antes do jogo dos 'Blues' contra Brighton, pelo Campeonato Inglês.

A notícia chega apenas dois dias depois que os 12 clubes - Chelsea, City, Arsenal, Liverpool, Manchester United, Tottenham, Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Inter de Milão, Juventus e Milan - anunciaram a criação da nova competição.