EFEIstambul

O candidato opositor Ekrem Imamoglu, do partido social-democrata CHP, venceu neste domingo a repetição da eleição para prefeito de Istambul, com 53,9% dos apoios, de acordo com a apuração de 98% dos votos, informou o canal "NTV".

Em um comparecimento público, seu oponente do partido governista AKP, o ex-primeiro-ministro turco Binali Yildirim, reconheceu a derrota e o parabenizou pela vitória.

"Agradeço aos que trabalharam comigo. Espero que a decisão que o eleitorado de Istambul tomou seja boa para a cidade durante estes próximos cinco anos", disse Yildirim.

O candidato conservador, braço direito do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, obteve 45,2% dos votos, em um dia no qual a participação superou os 84%.

O AKP tinha pedido a repetição da votação em Istambul, uma cidade com 16 milhões de habitantes e centro econômico do país, por supostas irregularidades no pleito municipal de 31 de março, quando Imamoglu ganhou com apenas 14 mil votos de vantagem. A diferença subiu agora para 750 mil votos, e os primeiros dados indicam que Imamoglu venceu não só nos tradicionais redutos do seu partido, como também nos bairros que até agora votavam majoritariamente no AKP.

Esta clara vitória do candidato opositor é uma grande derrota simbólica para Erdogan e para o AKP, ao mesmo tempo em que lança o novo prefeito social-democrata, de 49 anos, ao estrelato.

Muitos analistas políticos turcos enxergam nele um importante futuro no cenário nacional, com possibilidades, inclusive, de disputar a presidência.