EFEMadri

O volante brasileiro Casemiro garantiu nesta terça-feira que um dos pontos fortes do Real Madrid é a vontade dos veteranos do elenco, como ele, de voltar a conquistar o título da Liga dos Campeões, como na temporada 2017-2018, em que o derrotado foi o Liverpool, mesmo adversário da final deste sábado.

"A impressão que há no vestiário e o sentimento que temos, a vontade de vencer, são as mesmas do que quatro anos atrás. Por isso, o Real Madrid vive de jogos tão importantes", afirmou o ex-São Paulo.

Para Casemiro, a decisão do torneio continental, que será disputada no Stade de France, será decidida por detalhes.

"O que falhar menos, o que for mais eficaz no arremate, ganhará o jogo. Tomara que sejamos nós", avaliou o volante.

O brasileiro foi questionado sobre o clima antes da decisão, garantindo que não é preciso de ânimo a mais para a final.

"Não diria da minha parte que há uma motivação extra, porque não pode existir mais motivação que jogar uma final de 'Champions'. Encararei como se fosse a primeira", disse Casemiro.

O brasileiro, que segundo o técnico italiano Carlo Ancelotti deverá ser treinador no futuro, desconversou ao ser questionado sobre quem escalar entre Rodrygo e o uruguaio Fede Valverde.

"Ainda bem que tenho 30 anos e não sou técnico, porque não é tão fácil escolher entre dois jogadores tão importantes, que mostraram que podem ser titulares do time. O principal é que aquele que sair titular e o que entre depois, deixem o melhor", avaliou. EFE