EFESantiago

Com 53 mortes registradas nas últimas 24 horas, o Chile superou a marca de 10 mil óbitos por Covid-19 - 10.011 pessoas -, enquanto com 2.201 novos casos, o número total de infectados no país chega a 371.023, segundo informou neste sábado o Ministério da Saúde local.

"Lamentamos a perda de nossos compatriotas. Hoje chegamos a 10 mil mortes", disse o ministro da Saúde, Enrique Paris.

"Também lamentamos que esta pandemia nos tenha causado a perda de tantos entes queridos. Não somos alheios ao sofrimento das pessoas", acrescentou.

Em nível nacional, o número de positivos após testes de PCR chega a 9%, enquanto na região metropolitana chega a 7%.

A variação dos casos confirmados a nível nacional diminuiu 5% nos últimos sete dias enquanto caiu 13% nos últimos 14 dias.

Em relação ao número de pacientes internados com o novo coronavírus, existem 1.305 pessoas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sendo 1.003 delas ligadas à ventilação mecânica. Dentro deste último grupo, há 217 pacientes que apresentam estado crítico de saúde. Em nível nacional, existem 567 ventiladores mecânicos disponíveis.

Em relação aos leitos em UTIs, o ministro destacou que há um número significativo disponível para outras finalidades clínicas.

De qualquer forma, Enrique Paris frisou que, em caso de surto nas diferentes regiões do país, "deixaremos sempre 5% ou mais leitos de reserva".

Com o novo relatório que totaliza 371.023 pessoas infectadas pelo coronavírus no Chile e, com base em dados fornecidos pela Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o país permanece em oitavo lugar no mundo como a nação com mais casos.