EFERiad

A coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita anunciou nesta terça-feira a captura de Abu Sulayman al Adani, "emir" responsável pela filial do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) no Iêmen e considerado terrorista pelos Estados Unidos.

Em comunicado, o porta-voz da coalizão, Turki al Maliki, afirmou que a captura aconteceu no último dia 3 de junho e que na operação, que durou 10 minutos, foram presos também outros "terroristas" em um local que não foi identificado porque a investigação segue em curso.

Al Adani, que está na lista de terroristas elaborada pelos EUA e outros países do Golfo desde 2017, foi designado pelo líder do EI, Abu Bakr al Baghdadi, para ser o responsável pela filial do grupo no Iêmen desde março de 2017, segundo Washington.