EFEBogotá

Um lote de 117 mil vacinas da farmacêutica Pfizer, que fazem parte do Fundo de Acesso Global para Vacinas contra a Covid-19 (Covax), chegou nesta segunda-feira à Colômbia, primeiro país das Américas a receber doses através do mecanismo da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O avião pousou hoje no aeroporto El Dorado, em Bogotá, às 13h10 (local, 15h10 em Brasília), carregando os frascos obtidos através do Covax, que antes já havia entregado vacinas a Gana, Costa do Marfim, Índia e Coreia do Sul.

O governo colombiano assinou um acordo com o Covax em 30 de outubro para comprar 20 milhões de doses da vacina da empresa farmacêutica americana para imunizar 10 milhões de pessoas.

O presidente do país vizinho, Iván Duque, reconheceu o trabalho do mecanismo para garantir que as nações que não têm meios suficientes para ter acesso à imunização possam recebê-la de maneira "equitativa e justa".

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, lembrou que 237 milhões de vacinas serão alocadas a 142 países através do organismo multilateral. "Ainda há um longo caminho a percorrer", ressaltou Tedros.