EFETóquio

Tóquio contabilizou 3.177 novos casos de covid-19 nesta quarta-feira, o segundo dia consecutivo com recorde de contágios do novo coronavírus em meio à realização dos Jogos Olímpicos na cidade.

Este novo recorde supera os 2.848 contágios reportados na terça-feira e representa um aumento de mais de mil casos em relação à quarta-feira da semana passada, o que sugere que a rápida propagação do vírus não foi contida, apesar de ter sido declarado um estado de emergência com a imposição de restrições.

Os contágios entre as pessoas com mais de 65 anos, faixa etária que foi priorizada na vacinação, diminuíram drasticamente, mas os casos graves ou moderados entre jovens ainda não vacinados têm aumentado, segundo informou a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, em declarações à emissora pública "NHK".

As infecções estão em alta não apenas na capital, mas também nas prefeituras circundantes. Nesta quarta-feira, Kanagawa reportou 1.051 casos diários, superando a marca de mil pela primeira vez, e Saitama e Chiba também registraram aumentos.

Essas três prefeituras, que recebem competições dos Jogos Olímpicos, cogitam pedir ao governo para serem incluídas no estado de emergência vigente até o dia 22 de agosto em Tóquio.

O aumento dos casos, propiciado pela propagação de variantes mais contagiosas, especialmente a delta, gerou preocupações sobre a pressão nos hospitais. Há o receio de que as internações aumentem ainda mais.

A pressão crescente no sistema médico levou a um aumento do número de pessoas infectadas se recuperando ou sendo tratadas em casa. No dia 21, esse número excedeu 10 mil pela primeira vez, e só em Tóquio duplicou em relação à semana anterior e aumentou em quase seis vezes em relação ao de 15 dias atrás, de acordo com a "NHK".

Sobre os casos de covid-19 ligados aos Jogos Olímpicos, foram confirmados 174 casos desde 1º de julho entre as dezenas de milhares de participantes do evento, 17 deles atletas, de acordo com os últimos dados fornecidos pelos organizadores.