EFEAssunção

A Conmebol anunciou nesta quinta-feira um adiantamento excepcional de até 60% para os direitos de participação dos clubes que disputam a Taça Libertadores e a Copa Sul-Americana deste ano, paralisadas devido à pandemia do novo coronavírus.

"Com esse adiantamento, a Conmebol permitirá que os clubes enfrentem suas necessidades financeiras com maiores garantias", afirmou a entidade que rege o futebol do continente em comunicado.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, afirmou na nota que situações como a atual exigem respostas ágeis e excepcionais para preservar a saúde do que chamou de "a grande família do futebol sul-americano". "Queremos reduzir ao máximo o impacto econômico da interrupção das competições", justificou.

A Libertadores e a Sul-Americana foram temporariamente suspensas devido à pandemia, como medida preventiva. Pelas mesmas razões, a Conmebol adiou a Copa América, que seria realizada na Argentina e na Colômbia entre junho e julho, para 2021. E, a pedido da entidade, a Fifa concordou em adiar o início das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar de 2022, provavelmente para setembro.