EFEBrasília

A Embaixada da Espanha no Brasil assinou nesta terça-feira um convênio de cooperação com o governo do Distrito Federal para auxiliar na formação de professores de espanhol que atuarão em escolas de ensino fundamental e médio da capital.

Segundo o documento, o convênio "possibilitará a criação e o funcionamento deste projeto, que ofertará a estudantes da Rede Pública do Distrito Federalm ensino da língua e da cultura espanhola".

O embaixador espanhol no Brasil, Fernando García Casas, explicou à Agência Efe que na execução do acordo participarão outros departamentos da própria legação diplomática, em coordenação com o Ministério da Educação da Espanha e também com o Instituto Cervantes, que possui uma sede em Brasília.

Além disso, a Universidade de Salamanca também participará do projeto ao oferecer cursos à distância ou presenciais para os professores do Distrito Federal.

O diplomata afirmou que essas instituições atuarão para uma maior divulgação da língua espanhola, que no caso do Brasil tem uma grande importância, pois além de seus fortes vínculos com a Espanha, trata-se de um país que tem fronteiras com outras sete nações sul-americanas de idioma espanhol.

"O Brasil é um país imenso, que faz parte da comunidade ibero-americana e é uma janela aberta ao mundo", disse.

Além da colaboração na formação de professores, este acordo permitirá fomentar a troca cultural entre estudantes e professores tanto à distância como presencial e "uma maior interação com os alunos, suas famílias e as comunidades acadêmicas", indicou García Casas.

O diplomata acrescentou que o convênio entrará em vigor em forma imediata em duas escolas da rede pública do Distrito Federal.

Uma de educação primária situada em Asa Sul e outra em Ceilândia, uma das 31 regiões administrativas do Distrito Federal.